Sobradinho: Sem caso confirmado de Covid-19, Prefeito Luiz Vicente Berti flexibiliza funcionamento do comércio

O Prefeito de Sobradinho, Luiz Vicente Berti, em novo Decreto Municipal, levando em conta que, até o momento o município não possui nenhum caso confirmado de COVID-19, autorizou o funcionamento dos estabelecimentoscomerciais que atuam nas atividades de aviamentos, materiais de pesca, confecções, tecidos, acessórios, calçados, perfumarias, móveis, eletrodomésticos, eletrônicos, oficinas, salões de beleza, barbearias, centros estéticos, especiaria, papelarias, lan house, paisagismos, miudezas, óticas, feira livre e mercado municipal, em horário reduzido.

O horário de funcionamento passa a ser das 07 às 13 horas, observando todas as medidas de segurança jáprevistas nos Decretos nº 10/2020, nº. 11/2020, nº. 17/2020 e nº. 18/2020, que limitam o número de pessoas por vez, nos espaços, e o distanciamento de dois metros entre as pessoas, além da disponibilização de álcool em gel para os clientes.

Outra determinação é o uso de máscaras para os funcionários durante todo o horário de expediente.Em caso de descumprimento, os fiscais da prefeitura, utilizando-se do Poder de Polícia, poderão multar o estabelecimento comercial, e, em caso de reincidência, deverá ser interditado e terá a licença municipal cassada.

O Mercado Municipal, em decreto anterior, já vinha funcionando em horário reduzido, também das 07 às 13 horas, com um limite de dez consumidores por vez no entreposto e a proibição de comerciantes com mais de 60 anos atenderem nos boxes, além de só permitir um feirante por ponto de venda.

As medidas restritivas valem até o dia 30 de abril, podendo ser suspensas ou alteradas, de acordo com a atualização epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde.

“Monitoramos a situação diariamente, as 24 horas do dia. De início, suspendemos o funcionamento dos serviços não essenciais, para evitar aglomeração e a disseminação do vírus. Passado um mês, observamos que poderíamos atender a reivindicação dos comerciantes e abrir o comércio em horário reduzido. Tudo é muito dinâmico nesta pandemia e somos guiados pelos números de casos da doença. Avaliamos de forma muito positiva o cumprimento das medidas preventivas adotadas pelo município de Sobradinho, como por exemplo, o trabalho realizado pelas equipes nas barreiras sanitárias que montamos nas entradas da cidade, e que já monitoraram mais de 88 mil pessoas, uma ação que nos deixa, de certa forma, mais seguros. Como aqui em Sobradinho, até o momento, não registramos nenhum caso, decidimos flexibilizar o atendimento do comércio. No entanto, essa determinação pode ser alterada de acordo com os dados epidemiológicos. Mais uma vez, pedimos aos sobradinhenses que evitem ir as ruas, que fiquem em casa. O comércio aberto não significa que as pessoas devam ir a passeio as lojas ou sem necessidade. Vamos permanecer fazendo frente a esta pandemia, o que é um dever de todos e todas”, disse a Secretária de Saúde, Maysa Sanjuan.

Ascom PMS