Vereadores de Sobradinho homenageiam e celebram a história da FAMBEC

Durante a última sessão legislativa, os vereadores de Sobradinho homenagearam a FAMBEC – Fanfarra de Sobradinho. No inicio do mês, os jovens componentes da banda se consagraram campeões de 2018 na categoria Marcial, do Campeonato de Bandas e Fanfarras do Norte da Bahia, que aconteceu na cidade de Uauá-BA.

O vereador Téo Mossoró foi o autor do projeto de resolução 08/2019 que promoveu a moção de aplausos para os componentes da fanfarra.

O projeto FAMBEC nasceu durante a gestão do ex-prefeito Luiz Berti em 2002. Por cerca de quatro anos a fanfarra se destacou em participações nos eventos da cidade e da região. Em 2014, através da iniciativa da primeira dama Fernanda de Cassia Sanjuan, o projeto da fanfarra foi retomado e colocado sobre a administração da Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social.

“Desde a retomada do projeto contamos com o apoio da gestão, principalmente da primeira dama, que abraçou a iniciativa de retomar a agremiação, com todo entusiasmo. Desde os instrumentos, até o custo com transporte e alimentação durante as viagens para as competições, tudo é custeado pela prefeitura. Fico muito contente em constatar a prefeitura investindo nesse projeto, e vendo esse investimento rendendo frutos. A FAMBEC transforma e impacta a vida dos jovens que passam pelo projeto, e essa homenagem do legislativo é muito gratificante para todos nós”, destacou o regente da FAMBEC, Moisés Borges.

Jovens como Marcelo Alisson e Eudes Zambai, tiveram seus primeiros contatos com a música através do projeto da FAMBEC. Eles se tornaram músicos profissionais reconhecidos. Marcelo atualmente é proprietário de um estúdio musical em São Paulo, e destaca a importância da fanfarra na sua vida.

“Eu faço questão de manter o contato com o grupo da FAMBEC. Gosto de saber sobre o desenvolvimento do projeto e fico muito feliz com as conquistas, pois eu devo muito do que sou hoje, ao Moisés e a equipe da Fanfarra. Tenho certeza que muito do que conquistei se deve bastante a minha participação na fanfarra, e ao trabalho do CEBEC, que faz parte da minha história”, declarou Marcelo Alisson.

Professor de música e teatro no CRAS, o músico Eudes Zambai, também falou da importância da agremiação para sua vida.

“A arte transforma a vida das pessoas. A música e o teatro mudaram a minha. Eu acredito que o jovem que tem a oportunidade de pegar em um instrumento musical, não vai pegar numa arma. Eu tive essa oportunidade e hoje fico muito contente em poder dar essa mesma oportunidade aos meus alunos no CRAS.O nosso grupo da FAMBEC é privilegiado porque a gestão municipal acredita no poder transformador da arte. Por isso apoia projetos como esse, e mesmo com suas limitações a prefeitura não deixa de fornecer tudo o que precisamos. É uma pena que essa não é a situação da maior parte das fanfarras”, complementou Eudes.

A Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fernanda de Cassia, destacou o orgulho de ter incentivado o resgate da fanfarra e a emoção de ver os frutos do investimento.

“Tenho muito orgulho desse grupo e do projeto de resgate da FAMBEC.Tudo que eles conquistaram é fruto de muito trabalho e dedicação. E o reconhecimento dos vereadores, a este patrimônio cultural de Sobradinho, é muito merecido e justo. É mais que um título, é uma forma de incentivá-los e de demonstrar o quanto eles orgulham nosso município. Ver esses jovens superando tantas adversidades comprova que o CEBEC foi e sempre será uma referencia de projeto que todos precisam cuidar e dar continuidade, porque através dele vidas de jovens já foram e ainda podem ser transformadas”, concluiu Fernanda de Cassia Sanjuan.

Ascom PMS