Nova Sobradinho I E II: Gestão municipal avalia programa e anuncia segundo sorteio de lotes

Na última sexta-feira (13), no Plenário da Câmara Municipal, a Prefeitura de Sobradinho, através da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, realizou o sorteio da localização dos terrenos do Programa “Nova sobradinho I e II, quando foram contempladas 843 famílias.

O Nova Sobradinho foi criado pela Lei Municipal 615. Seguindo os critérios estabelecidos na legislação, foram sorteadas pessoas em vulnerabilidade econômica, que fazem parte dos programas sociais desenvolvidos pelo município e do Governo Federal, além daqueles com renda familiar de até três salários mínimos e funcionários públicos. Todo processo foi acompanhado pelas famílias pré-cadastradas, o que garantiu a transparência e lisura do sorteio.

“Este é um programa de grande alcance social, seguramente, o maior já realizado em Sobradinho. Seu perfil é inclusivo, como forma de garantir um terreno, para moradia, àquelas pessoas que mais necessitam. Só para se ter uma ideia da sua importância, além da grande maioria contemplada ser de beneficiários dos programas sociais do Governo Federal e Municipal, todas as famílias da APAE, idosos, surdos, acompanhados pelo CRAS, pessoas que fazem parte do público LGBT, que não possuíam casa e são acompanhados pela Assistência Social, foram contemplados pelo Nova Sobradinho. As famílias menos abastadas, que tem o aluguel pago pelo município, através do benefício do “Aluguel Social”, foram contempladas também. Inquestionável a importância desta ação da gestão municipal. Quem foi contemplado já sonha com o início da construção de sua casa. Sabemos que há um descontentamento por parte de quem não foi sorteado, o que era previsível, mas, infelizmente seria impossível que todos fossem contemplados, o que era desejo do Prefeito Luiz Vicente”, disse a Secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Fernanda Cássia.

O programa também contemplou todas as famílias que estão no programa ambiental piloto “Sobradinho Recicla”, e famílias que vivem na área do lixão, a maioria catadores, informou Fernanda.

De acordo com a secretária, a prova de que havia um deficit habitacional no município está na grande repercussão que o programa ganhou.

“É um fato que havia a necessidade urgente de um programa habitacional em Sobradinho. Graças a sensibilidade do prefeito Luiz Vicente esta área foi adquirida pelo município, com recursos próprios, para diminuir este deficit, e oportunizar moradia e novos empreendimentos. Com o Nova Sobradinho, começamos um novo tempo em Sobradinho, que está se expandindo e de forma inclusiva”, falou.

A boa notícia é que a gestão municipal, estará realizando, na próxima quarta-feira (18), às 8 horas, no plenário da Câmara, o segundo sorteio. Desta vez, serão doados mais 163 lotes, perfazendo um total de mil e seis terrenos.

“Com este segundo sorteio, fecharemos com um total de mais de mil terrenos doados. Nosso objetivo é alcançar as famílias que realmente necessitem, e para isso seguimos os critérios à risca. Esta é uma política pública de cunho social, de cidadania, pois garante o direito à moradia de todo cidadão. O sorteio acontecerá quarta-feira, para pessoas que fizeram o pré-cadastro”, anunciou Fernanda.

Na próxima etapa, cerca de 350 lotes serão repassados para empreendedores, com valores bem abaixo do mercado, em sistema de venda direta.

Programa Habitacional Nova Sobradinho I e II

Programa Habitacional Nova Sobradinho I e II, criado pela gestão municipal, tem como objetivo diminuir o déficit habitacional e atrair empreendimentos que promovam o desenvolvimento econômico do município.

O número total de lotes residenciais é de 1.006, enquanto que os lotes comerciais, que serão repassados através de venda direta e valores bem abaixo do mercado, são de 350 no total. Os recursos oriundos da comercialização, serão investidos em serviços de infraestrutura do novo bairro que está nascendo em Sobradinho, de forma regulamentada, através de uma iniciativa inédita na região, no quesito habitacional.

De acordo com estudos recentes, existe um déficit habitacional de menos de 2000 residências no município e o Nova Sobradinho irá atender grande parte desta demanda, contemplando famílias com lotes que variam de 8 por 20 a 10 por 23 metros quadrados, cada.

As áreas que serão loteadas foram adquiridas pela gestão municipal da Chesf – Companhia Hidroelétrica do São Francisco, com recursos próprios, um total de cerca de 500 mil reais, numa área total de 45 hectares, localizada nas proximidades do Pátio do Vaqueiro, e do bairro São Francisco.

Ascom PMS