CRAS de Sobradinho discute o tema suicídio com profissionais da rede de assistência

A Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, através do Centro de Referencia em Assistência Social (CRAS), realizou nessa quarta-feira (18), uma roda de conversa com seus profissionais para discutir sobre a campanha do Setembro Amarelo.

Os psicólogos do CRAS Janaina Gomes e André Maturano comandaram a conversa que trouxe temas como a importância da desmistificação do suicídio e da preparação dos profissionais do CRAS para lidarem com possíveis casos envolvendo usuários do serviço.

“O objetivo de nos reunirmos é, principalmente, para apontar para nossa equipe a existência dos fatores de risco que muitas vezes são indícios e, também dos fatores protetivos que podem nos ajudar a entender e reagir melhor quando for necessário atuar nestes casos. Esses fatores de risco e protetivos são muito valiosos, tanto para prevenção como para posvenção do suicídio”, comentou o psicólogo André Maturano.

A coordenadora do CRAS, Vanderléa dos Reis, destacou a importância do papel de escuta no trabalho realizado pelos cerca de 30 funcionários da instituição, em especial, da equipe do Programa Criança Feliz que atende a mais de 300 famílias em Sobradinho.

“Através do Criança Feliz, nós entramos nas casas das pessoas, nós escutamos suas demandas, que muitas vezes trazem junto condições psicológicas que precisam da atuação dos nossos psicólogos. Mas além deles é necessário que toda a equipe tenha um poder de percepção, que permita que eles entendam as diferentes situações quando se depararem com elas. E esse nosso chamado para conversar com os formadores e técnicos foi justamente para qualifica-los para essa escuta das pessoas que são atendidas no dia a dia”, esclareceu a coordenadora.

Durante todo o mês de setembro, a Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social realizará rodas de conversa sobre o tema com as pessoas atendidas pelos serviços de assistência social no município.

Os canais de ajuda psicológica funcionam durante todo o ano, seja através do CREAS, CRAS e CAPS em Sobradinho, ou dos telefones do Centro de Valorização da Vida (CVV), através dos números 141 ou (87) 3861 5033.

Ascom PMS